Atividades Colégio Estillo

Colégio Estillo - Este é o Caminho ...

Minha foto
Proporciona um ensino de qualidade tendo como o principal objetivo o amplo desenvolvimento nos aspectos físico, intelectual, social e através da construção de valores e atitudes fortalecendo as relações interpessoais. Formamos o verdadeiro cidadão crítico em seus pensamentos respeitando as diferentes situações sociais, capacitado, do ponto de vista do conhecimento, a enfrentar a realidade; elemento ativo da sociedade, solidário, cooperativo e ciente da importância de hábitos saudáveis.

Contato

Rua Peabiru, 102 - Pinhais -PR
(41) 3668 1942
site: http://www.colegioestillo.com.br/
email: colegioestillo@colegioestillo.com.br

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Você não deve esquecer que...

Compreendendo a criança...

1. O desenho é uma atividade espontânea na criança.
2. Desenhar é tão natural como tagarelar, cantar, ou assoviar.
3. A criança desenha simplesmente porque tem vontade de desenhar.
4. O Jardim-de-infância não é um curso primário ou básico em miniatura.
5. Um bom brinquedo deve ser isento de perigos, simples, fácil de limpar, durável.
6. Uma tesoura (sem ponta) é um dos brinquedos que mais agrada a uma criança de 3 ou 4 anos.
7. É necessário saber ser criança para poder brincar com as crianças.
8. O educador deve aproveitar todos os momentos para educar a linguagem e ampliar a experiência e vocabulário infantis.
9. Todas as oportunidades devem ser utilizadas para a iniciação matemática.
10. Deve-se preferir as atividades criadoras ao invés das dirigidas.
11. Por mais simples que seja uma tarefa, as comparações em relação ao desempenho individual, ou coletivo, devem ser substituídas por orientações que enfatizem o aperfeiçoamento.
12. Não há mal algum que os meninos brinquem com as bonecas, assim como fazem as meninas.
13. Os modernos pedagogos afirmam: "Se a menina cresce para ser mãe, o rapaz não virá um dia a ser pai?"

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Os Contos infantis Ilustrados e sem Texto, constituem uma excelente atividade recreativa e de grande valor didático, para uso em sala de aula, eventos informais, ou ambiente doméstico. A ideia é que as crianças vejam o conto e depois possam interpretá-lo de forma livre. Poderão mesmo criar suas próprias histórias baseadas nas ilustrações.
Márcia Schmitter/ Coordenação Educação Infantil/ Integral
O QUE SÃO MORADIAS?

Casa, residência, lar e moradia são os lugares criados pelo homem, cujas funções são proteger-se dos fenômenos naturais e de refúgio, na busca de um ambiente de afetividade com relações saudáveis.

POR QUE É IMPORTANTE SABERMOS SOBRE ISSO?

Nenhum ser humano vive sem um lugar. Temos os exemplos clássicos do João-de-barro e do castor, excelente construtores dos lugares onde vivem. A importância da moradia, também se justifica, pelo seu significado à evolução humana.

QUANTOS TIPOS DE MORADIAS EXISTEM?

Há inumeros tipos de moradias, dependendo da condição social e financeira, uma pessoa pode morar onde melhor decidir.

VAMOS CONHECER ALGUMAS?

alvenaria, madeira, gesso, vidro, iglu, tenda, barraca, palafita, pau-a-pique, oca, caverna, topo de árvore, motor home, etc...

E QUEM NÃO TEM ONDE MORAR?

VALORIZE SEU LAR...

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Video apresentação Colégio Estillo

video

domingo, 20 de setembro de 2009

23 de Setembro Início da Primavera

A Primavera é a estação do ano que se segue ao Inverno e precede o Verão. É tipicamente associada ao reflorescimento da flora e da fauna terrestres.
A Primavera do hemisfério norte é chamada de "Primavera boreal", e a do hemisfério sul é chamada de "Primavera austral". A "Primavera boreal" tem início, no Hemisfério Norte, a 20 de Março e termina a 21 de Junho. A "Primavera austral" tem início, no Hemisfério Sul, a 23 de Setembro e termina a 21 de Dezembro.

Nestes dias, o Hemisfério Sul celebra a chegada da Primavera, a estação das flores e da unimultiplicidade das cores da vida. A Primavera sempre vem. Todos os anos ela vem desabrochar a vida, reflorescer os sonhos e acordar a esperança, embelezar e perfumar a convivência das pessoas e a natureza.
Assim como o Verão, o Inverno e o Outono, a Primavera sempre volta, sem nunca ter nos deixado.

Como o Sol que surge no horizonte, se alastra e depois se põe e, no dia seguinte, mesmo às escondidas, lá está ele novamente cumprindo seu ritual de nascer e morrer, sem nunca deixar de viver. Assim é a vida. As flores que agora são flores virão a ser frutos e os frutos alimentam outros seres e guardam suas sementes que morrem para gerar vida que floresce. E quanto mais nos detemos a observar e compreender os mistérios da natureza, mais nos envolvemos em mistérios que se revelam e velam verdades tantas. Existem paisagens belas que são reveladas pela luz e outras, igualmente belas, são reveladas pela noite. E o que a noite esconde, o dia desvela e o que o dia desfaz, a noite refaz.

A Primavera exibe as cores da vida. Ela expõe um espetáculo que não é somente seu, mas a sua missão é exibir a vida em forma de flores. Para que existam flores na Primavera, é preciso o calor do Verão, a transição do Outono e o frio do Inverno. Tudo depende de tudo e tudo está interligado com tudo. O capricho da natureza, muitas vezes desconhecido, durante as outras estações resulta na beleza da Primavera. Quando nos encantamos com as flores desta estação, é bom reconhecer o quanto foi importante o clima regular das outras estações. Não haveria Primavera se não fosse o Inverno. Quando reclamávamos daqueles dias frios em que só se saía de casa por extrema precisão, a natureza silenciosamente se servia daquele clima para nutrir a vida.

E agora, com toda eloqüência, a Primavera canta a poesia da vida.
A Primavera é mesmo fascinante. Sua missão é revelar a beleza da vida que, por vezes, passa despercebida. E quando a Primavera nos diz que a vida é linda e nós humanos compreendemos a sua poesia, a vida realmente se torna melhor. Também externamos as nossas cores. Cores de sentimentos, desejos, pensamentos, idéias, ideologias, crenças e filosofias. As cores que pintamos e vestimos e também as cores de bandeiras que erguemos. E quando essas bandeiras pregam paz, justiça e dignidade, elas movem o mundo. Sendo assim, são bandeiras que expressam nossa humanidade, como as flores que na Primavera expressam a beleza que está na essência da vida.